Perdi Meu Emprego: E agora? Dicas de como dar a volta por cima

Perdi meu emprego, e agora? Como posso fazer para dar a volta por cima?

Com a crise, infelizmente cada vez mais fico sabendo de pessoas que perderam o emprego e sequer pensavam em um “plano B”.

Na verdade, a crise somente potencializou este “problema” que provavelmente muitas pessoas um dia irão passar.

Afinal, com os ciclos profissionais ficando cada vez mais curtos, com estatísticas apontando para ciclos médios de dois anos, muito provavelmente você irá passar por uma ou mais transições nos próximos anos.

 

Pelo menos, esperamos que essas transições sejam mais suaves.

Assim sendo, com ou sem crise, o Brasil muito provavelmente irá continuar a ter um contingente cada vez maior de pessoas desempregadas.

E claro, sem “plano B” passando por processos de transição forçadas e em muitos casos “perdidos” sem saber por onde começar ou para onde ir.

 

Como Clube da Consultoria pode te ajudar

 

Perdi meu emprego - Como Clube da Consultoria pode te ajudar

A cada dia o Clube da Consultoria passa a fazer mais sentido, afinal empreender como um consultor é bastante lógico nesses tempos mais complicados.

Ser um consultor traz uma série de de vantagens, como por exemplo não precisar de grandes investimentos e custos fixos.

Como já falamos, hoje em dia, muito provavelmente, você pode encontrar na sua cidade espaços de coworking gratuitos.

O único investimento que você tem que fazer é de tempo e dedicação, seja para buscar negócios, seja para se preparar, com metodologias e ferramentas.

Enfim, se você ainda não perdeu o emprego, minha sugestão é que você comece a desenvolver seu “plano B” imediatamente.

Se você já está sem emprego, transforme seu “plano B” em “plano A”, e, se você já perdeu o emprego e achou outro, não se acomode, pois infelizmente, antes que você imagine, pode acontecer de novo.

Afinal, o mercado de trabalho está dispensando as pessoas mais rápido.

 

Também já passei por isso

 

Perdi meu emprego

Como já expliquei nesse post, Como executivo eu já fui demitido três vezes.

Em todas as ocasiões, me senti fracassado, mesmo sabendo, nos três casos, que a minha demissão não estava atrelada à performance, comportamento ou qualquer outra coisa que eu poderia “ser culpado”.

Mesmo com essa consciência, a sensação de derrota e fracasso me tomou e afetou diretamente minha autoestima.

Como eu não queria nunca mais sentir-me daquele jeito, decidi tomar as rédeas da minha vida profissional e montei meu negócio, vendendo o que eu sabia fazer de melhor, adorava e sabia que realmente era muito bom.

Hoje sou plenamente realizado com a minha profissão, sei que faço a diferença para meus clientes, sejam empresa ou profissionais.

 

Recomendações

 

Perdi meu emprego - Recomendações

Portanto se você perdeu seu emprego, eu tenho uma série de recomendações, que podem variar de acordo com a sua situação, experiência, idade, etc. Vamos a algumas delas:

Se você tem um reserva que lhe proporciona um prazo de nove a doze meses de sobrevivência, sugiro que você realmente avalie a possibilidade de começar a oferecer consultoria empresarial e transformar essa alternativa na sua profissão.

Se você não sabe quais áreas de consultoria pode-se atuar, neste artigo falamos sobre isso.

Mas eu não tenho essa reserva, Flávio.

Neste caso, recomendo que você se foque em duas coisas em paralelo:

  • Procure imediatamente um emprego, para garantir seu sustento;
  • Comece a desenvolver um projeto para após este ciclo profissional que você terá de passar, em paralelo estruturar sua iniciativa como consultor;

Você pode até começar a ser consultor em paralelo com esse novo ciclo empregatício, utilizando horas livres para desenvolver metodologias, contatos, ferramentas, etc.

Principalmente, começar a melhorar a suas habilidades para se tornar um consultor.

Já vi muita gente dizendo que “tendo um emprego fixo, não tenho tempo para ser consultor”.

Mas será mesmo? Vamos fazer algumas contas?

  • Quantos finais de semana existe no ano? 52 certo?!.
  • Quantos dias de férias você tem por ano? Em média 20-30 dias.
  • Que horas você sai do trabalho e que horas você vai dormir? Normalmente das 19hs às 23hs.
  • Fazendo algumas contas, você tem 176 dias “livres” por ano, se somar apenas todos os dias dos finais de semana, férias e 4hs por dia útil das 19hs as 23hs.

 

Será mesmo que você não tem tempo?

Quem disse que seria fácil?

Quem disse que não exigiria sacrifício?

Você quer mesmo tomar as rédeas da sua vida profissional?

Essa pergunta já passou pela sua cabeça?

Se você acha que sua idade ou experiência ainda não é suficiente para se tornar um consultor, inicie imediatamente um projeto para se preparar.

Estude, atualize-se, aprenda, busque outros consultores mais experientes para que eles sejam seus mentores, assim você poderá abreviar a distância entre sua experiência atual e o voo solo.

Se você não tem a menor ideia de qual área você quer se tornar consultor, a primeira recomendação que te faço é que você descubra qual o assunto que te encanta, que te faz brilhar os olhos, que muito provavelmente este é o segmento no qual você deveria se tornar consultor.

Lembrando que hoje em dia existem milhares de alternativas, desde as “tradicionais”, como consultoria empresarial, até as mais “heterodoxas”, como personal shopper, arrumador de casas, etc.

Como já dissemos anteriormente, para ser um consultor independente é preciso saber fazer de tudo.

Vender seus serviços, o que é muito mais fácil do que a maioria das pessoas pensam, entregar o serviço vendido, garantir a satisfação dos clientes, desenvolver metodologias e ferramentas, atualizar-se, networking e etc.

Pode parecer que tudo isso é muito complicado para ser feito ao mesmo tempo, mas posso garantir a você que sim é possível e sim você pode fazer isso sozinho.

Basta organiza-se, aprender as técnicas necessárias e utilizar um processo adequado.

Não se esqueça, conte com o Clube da Consultoria para te ajudar no que for possível.

Portanto a mensagem que gostaria de deixar aqui neste post é que você, independentemente do momento profissional que esteja vivendo, deveria desde já a desenhar e/ou executar o seu “plano B”, por uma questão “preventiva” ou uma necessidade imediata.

 

Dica 3

 

Perdi meu emprego - Dica 3

Descubra o que faz brilhar seus olhos, esse é o tema que você deve escolher para montar sua consultoria empresarial.

Invista tempo em planejamento e em desenvolver metodologias e ferramentas, elas serão fundamentais para o seu sucesso.

Você já calculou quantas horas por dia, semana, mês e ano você joga fora com inutilidades?

Minutos vendo televisão que não te agregam muito valor? Jogando papo fora com amigos que tem pouco ou nada para acrescentar, etc?

Aprenda a vender, entregar e garantir a satisfação do seu cliente, estude e atualize-se.

Lembre-se, um consultor sempre tem que estar pelo menos uma passo à frente dos seus clientes.

Conte para nós como você está se preparando, quais os maiores desafios? Certamente os seus desafios são similares a outros consultores.

E veja como eu me tornei consultor.

Espero te inspirar.

Deixe seu comentário abaixo, nos conte como você tem lidado com sua transição, participe dos nossos canais digitais e compartilhe com seus amigos.

Abraços e até a próxima

Leia o primeiro artigo da série sobre Como Reagir ao Desemprego, clique no botão abaixo.

Artigo -> Preciso de um emprego, mas o mercado não me quer mais, o que fazer?

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta