Saiba qual é o lado bom de ser um consultor independente

Banner - Cursos Gratuito

 

Você já pensou em ser consultor independente?

Você conseguiria listar as vantagens em se tornar consultor independente?

Conhece alguém que trabalha como consultor ou em consultoria?

Trabalhar como consultor independente ou consultoria empresarial tem lados que são realmente muito bons.

 

Pela natureza humana, é bastante fácil pensar em razões que podem nos fazer desistir, mudar ou ficar da nossa zona de conforto.

Porém deixamos de olhar as oportunidades que se fazem presente quando resolvemos acatar essa mudança.

Primeiramente faço um convite à reflexão.

O que pode ter de bom em sair de um formato de trabalho CLT para um regime autônomo, independente?

Como mencionei acima, rapidamente iremos primeiro pensar na maior dificuldade – que pode ser traduzida em instabilidade financeira ou medo de errar.

E, claro, trazendo para o lado positivo, talvez a maioria das pessoas mencionem a flexibilidade.

Porém existem, a meu ver, recompensas bem mais relevantes, que podem deixar a sua carreira independente bem mais gratificante e promissora.

 

#1 Consultor independente é sinônimo de aprendizado e desenvolvimento

 

 

Aprendizado e desenvolvimento

 

O mundo da consultoria independente expõe o profissional à cenários, situações, problemas.

Além de pessoas diversas em um número surpreendentemente maior à um profissional que esteja trabalhando para uma única empresa.

Os segmentos de negócios são variados.

A cultura das empresas são distintas e as interações também requerem uma leitura muito rápida do ambiente para que sejam efetivas.

Isso é aprendizado e desenvolvimento.

E isso vai te ajudar demais a melhoras as suas habilidades como consultor.

 

#2 Liberdade de escolha

 

 

Essa tal liberdade diz respeito à escolha do cliente, a área de consultoria que você quer atender e até a metodologia que você acredita ser a mais indicada para resolver o problema na qual você foi contratado para resolver.

Como consultor independente você é livre.

 

#3 Ausência de relações políticas e de poder

 

 

Em qualquer atuação como profissional as relações políticas estarão presentes em maior ou menor grau.

Porém na relação cliente x consultor esse componente é infinitamente menor, deixando espaço para a criação de um relacionamento de confiança.

Essa competência sim, precisará ser aprendida e consolidada entre as duas partes.

 

 

#4 Aumento do número dos seus relacionamentos

 

 

Aumento do número dos seus relacionamentos

 

Para um consultor, os seus maiores ativos são:

  • sua expertise;
  • seus relacionamentos.

A quantidade e consequentemente a qualidade (esperamos que sim) dos seus relacionamentos irão aumentar naturalmente à medida que você circula fazendo visitas.

Ou ministrando workshops sobre o conteúdo que você conhece.

Conversando com grupos de amigos, mantendo-se ativos nas redes sociais.

E, obviamente, fazendo entregas nos clientes.

O importante é sempre preservar o hábito de se conectar às pessoas e se fazer presente na memória delas.

 

#5 Reconhecimento e referência

 

 

Você não vai precisar esperar um ano para saber como está atuando, através de uma avaliação de desempenho.

O seu resultado aparece e é reportado rapidamente, assim que você finaliza o trabalho.

E de uma maneira simples e objetiva:

  • cliente ficou satisfeito: vai tecê-lo de elogios e sem sombra de dúvida irá indicá-lo para outros clientes;
  • cliente não ficou satisfeito: por qualquer que seja a razão, não lhe dará uma segunda oportunidade.

Em relação a esse ponto especificamente, sugiro que você fragmente o projeto em etapas.

Considerando “entregas parciais” para que você possa medir aos poucos a satisfação do cliente.

É muito importante fazer ajustes à medida que o trabalho for acontecendo, consequentemente, aumentando as chances de sucesso ao final do projeto.

Afinal, toda profissão tem seus altos e baixos.

 

#6 Maior potencial de ganho

 

 

Como funcionário você tem um salário fixo, mesmo considerando um eventual PLR ou bonificação.

Já como um consultor você fará a sua remuneração.

Os honorários dos consultores crescem à medida que expertise e a reputação dele também se elevam.

Hoje quando pensamos em profissionais de referência, como Ricardo Amorim e Gustavo Cerbasi, só para mencionarmos dois deles, temos a convicção de que recebiam um honorário muito inferior ao que recebem hoje.

E esse pode ser o mesmo caminho que o seu.

 

#7 Consultor independente significa longevidade profissional

 

 

Consultor independente significa longevidade profissional

 

Embora tenha escrito esse benefício por último, para mim ele é o mais relevante.

Você para de trabalhar quando decide parar – é uma escolha sua e não do outro.

Partindo do princípio que viveremos mais tempo em comparação às gerações anteriores, como continuaremos ativos e produzindo se hoje o mercado de trabalho, no formato atual, reserva poucas oportunidades para os profissionais acima dos 55 anos?

Muitas pessoas hoje com 55 anos estão no auge da sua competência técnica, maturidade e energia física.

E o mercado, simplesmente, parece ignorar esse público por achar que são mais velhos.

Mas, esse novo formato, o de consultor independente, acolhe profissionais que ainda tem muito a contribuir com o conhecimento que possuem.

E para você, que benefícios você consegue enxergar nesse formato de trabalho?

E você, tem alguma outra contribuição? Ou discorda de nós?

Divida com a gente, vamos ampliar esse arsenal e fazer com que cada vez mais os profissionais sintam-se confortáveis e confiantes diante dessa escolha.

Lembrando que o Clube da Consultaria foi criado justamente para ajudar aquelas pessoas que querem se tornarem consultores empresariais, compartilhando experiências, aprendizados, erros, acertos, ferramentas e muito mais.

 

 

Gostou do nosso post?

Comente aqui, compartilhe com os amigos e siga-nos em nossos canais.

 

Aproveite o nosso curso 100% Gratuito, clique no botão abaixo.

Curso Grátis -> Introdução Sobre Como Trabalhar com Consultoria

 

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta