Como virei consultor, superei as dificuldades e conquistei bons clientes

Como se tornar um consultor?

Essa pergunta parece familiar pra você?

Como virei consultor é uma das perguntas mais comuns que as pessoas que querem ser Consultores me fazem.

Costumo dizer às pessoas, quando conto minha história de consultor e empreendedor, que eu virei consultor sem querer.

Pode parecer absurdo, mas de fato foi meio que sem querer, sem planejamento, sem um “sonho – quero ser consultor!”.

Na verdade, eu me vi frustrado, com o fracasso do meu empreendimento no ramo de seguros, do ponto de vista de consolidação do negócio e faturamento gerado.

 

Por outro lado, a independência que eu experimentei e vivenciei ao longo do projeto de seguros me dizia que voltar a ter um emprego não seria a minha 1ª opção!

Somente depois que deixei de ser executivo de mercado, com horários fixos, responsabilidades de reporte para chefes, colegas, matriz, chefes do chefe, etc, etc, etc, eu percebi o quanto aquilo me desgastava e desagradava.

Na verdade quando eu perdi pela 1ª vez meu emprego, e passei por um programa de outplacement.

A minha consultora, me disse que eu teria quatro alternativas, sendo eles:

  1. Reemprego;
  2. Áreas de Consultoria;
  3. Empreender ou abrir o próprio negócio;
  4. Carreira Acadêmica.

1# Por que inicialmente não aceitei

 

Como Virei Consultor

 

Naquela ocasião não pensei duas vezes e fui direto à opção do reemprego.

Afinal eu já tinha atingido altos níveis hierárquicos ainda jovem, sempre havia sido executivo e o modelo que herdei do meu pai me direcionava para aquilo.

Passado pouco tempo, menos de três anos, minha cabeça tinha mudado por completo.

Como se um outro Flavio tivesse nascido a partir da experiência de empreender e adquirir uma liberdade de pensamento, decisão e atuação, que nunca tinha imaginado.

Logo quando comecei a minha carreira como estagiário em empresas, eu dizia a mim mesmo:

Quando eu for diretor, eu vou poder decidir e mandar.

Como eu estava enganado

Quanto mais eu subia na hierarquia das organizações, menos liberdade de decisão eu tinha, mais diretrizes eu era responsável por implementar e defender, com quase nunca algum grau de influência nas decisões destas diretrizes.

2# Gastava mal o meu tempo

 

Como Virei Consultor - Gastava mal meu tempo

 

Mas o pior de tudo da minha vida executiva estava relacionada ao desperdício de tempo lidando com as influência e poder interno das empresas.

Provavelmente eu gastava, literalmente gastava, de 50% a 60% do meu tempo lidando com questões políticas, ego, articulações internas de necessidades e oportunidades e etc.

Apenas cerca de 40% do meu tempo para fazer aquilo pelo qual eu era contratado.

Somente depois que deixei de desperdiçar esse tempo todo foi que eu percebi como era nocivo para mim e para todos que conviviam comigo.

Enfim, tive que passar por uma experiência de desintoxicação do mundo corporativo para que a minha ficha caísse.

Juntamente com a caída da ficha, me veio a tona a história do meu pai que aos 54 anos foi aposentado pela empresa em que ele trabalhou a vida inteira e “ficou sem chão”.

Definitivamente eu não queria aquilo para mim!

Mas como disse há pouco, virei consultor por acaso, afinal eu apenas sabia o que eu não queria, voltar a ser executivo, mas não sabia o que queria…

Sem contar o fato de o mercado de trabalho estar dispensando as pessoas cada vez mais rápido.

 

3# Oportunidade de ouro

 

Como Virei Consultor - Oportunidade

 

Foi quando um amigo meu, sabendo da minha disponibilidade me perguntou se eu não queria fazer uma consultoria empresarial para a empresa dele…… e foi assim que tudo começou.

Virei consultor porque alguém me pediu.

Depois disso houve mais uma indicação e devagarzinho a coisa foi andando….

Mas não foi tão fácil assim, vamos daqui para frente apresentar nossas dificuldades, uma a uma, e como contornamos cada uma delas.

São muitas as pedras que tem que ser evitadas, puladas e retiradas do caminho, mas quando olho para trás tenho certeza que valeu a pena!

Dicas Básicas de como comecei em consultoria que podem te ajudar:

#1 Não desista, raramente as cosias dão certo logo na 1ª tentativa

#2 Por mais difícil que as coisas eventualmente pareçam estar, ao final de tudo, quando olhamos para trás, muitas vezes o que parecia ser um problema, na verdade foi parte da solução

#3 Crie um sonho e corra atrás dele!

Se você quiser acompanhar nossos aprendizados, dificuldades e soluções encontradas para que você posse abreviar seu caminho e aprendizado, inscreva-se no nosso canal, registre seu e-mail para receber nossas publicações e não deixe de comentar aqui embaixo!

Abraços e até a próxima

Leia o primeiro artigo da série sobre Como Reagir ao Desemprego, clique no botão abaixo.

Artigo -> Preciso de um emprego, mas o mercado não me quer mais, o que fazer?

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta