Coaching ou Consultoria: O que é melhor para você?

Banner - Cursos Gratuito

 

Qual o melhor futuro profissional para você fora do mercado de trabalho?

Muitas pessoas ficam em dúvida sobre Coaching ou Consultoria.

Como saber qual é a melhor opção?

Antes de começar, vamos falar um pouco sobre o boom que tem havido na carreira de coaching.

 

1 – Por que o Coaching se tornou uma opção?

 

Demonstrar valor entregue ao cliente

 

Há hoje em dia muitas pessoas que estão sem emprego, ou com alguma dificuldade de encontrar um novo emprego.

Por outro lado,  muitos não querem mais esse modelo atual de contratação CLT.

E algumas dessas pessoas desses 2 grupos acabam por optar em fazer um curso de coaching e a partir daí serem coaches profissionais.

Confesso que tenho muitas dúvidas sobre essa “onda da moda”.

Primeiro, tenho dúvidas se há mercado para tantos coaches.

E não estamos falando de pessoas que precisam de coaching, estamos falando de pessoas interessadas em comprar um serviço de coaching.

Segundo tenho percebido que muitos recém formados profissionais que migraram para o choach, tem a ilusão que assim que terminarem seus cursos irão “chover” clientes.

Mas a grande realidade é que esses clientes não “chovem”.

E aqueles que se “dão bem” nessa nova profissão, conseguem com muito esforço e dedicação.

O que não poderia ser diferente, obviamente.

Eu diria que o esforço e dedicação que necessários para se ter sucesso como coach é bem parecido com o que temos que fazer para termos sucesso no mundo da consultoria.

Com apenas um detalhe a mais.

 

2 – Coaching ou Consultoria: Qual é mais fácil pra começar?

 

Coaching ou Consultoria: Qual é mais fácil pra começar?

 

Quando migramos de uma profissão à outra, em um mercado que não dominamos, ou, não temos experiências e referências desse novo mercado, a curva de aprendizado é muito mais complicada e dura muito mais tempo.

O que é diferente quando você decide se tornar um consultor na sua área de conhecimento e experiência profissional.

Essa mesma curva de aprendizado tende a ser menos complicada e mais curta.

Afinal, você não está trabalhando com outro tipo de conhecimento ou aprendendo outra habilidade.

Na consultoria, você usará o conhecimento e a experiência da sua área de atuação de quando você era (ou é) empregado de alguma organização.

Você só usará o seu conhecimento para trabalhar de forma diferente.

Desta vez, em consultoria, não em uma empresa como funcionário.

Portanto, para se tornar um consultor da sua área de conhecimento e experiência vai exigir de você que lide apenas com uma tarefa principal.

Transformar o seu conhecimento e experiência em um produto ou vários produtos de consultoria e de alguma forma comercializa-lo.

A partir daí entregar seus projetos com excelência para começar a ganhar referências neste novo e amplo mundo da consultoria.

 

3 – Coaching ou Consultoria: O que eu devo considerar antes de começar?

 

 

Uma pessoa que está pensando em fazer um curso de formação de coach, poderia pensar um pouco em:

Por que ela estaria disposta e/ou querendo abrir mão de toda própria história e experiência profissional para começar do zero em um novo mundo, com novas variáveis desconhecidas?

  • 1. Será que é porque essas pessoas não perceberam que podem viver de consultoria?
  • 2. Será que é porque elas não gostavam a sua área de atuação?
  • 3. Será que é porque elas nunca pararam para pensar na hipótese de consultoria?
  • 4. Será que elas até pensaram na consultoria, mas não sabem nem por onde começar?
  • 5. Será que é porque elas não foram impactadas com uma oferta de um curso ou outra forma de aprendizado estruturado para se tornar consultor?

Reparem que apenas se a pergunta número 2 for a razão pela qual essa pessoa quer seguir para o caminho do coach, de fato ela está provavelmente está tomando uma boa decisão.

Mas se as razões estiverem muito mais apoiadas nas perguntas 1, 3, 4 e 5, nos parece que é o momento de refletir.

Qual caminho será menos difícil e com maior chance de sucesso?

Para tal, uma análise de mercado é bem importante, vamos citar algumas variáveis que devem ser consideradas:

  • Potencial de mercado – disponibilidade de clientes para oferecer seu serviço;
  • Concorrência – qual o nível de concorrência que você vai encontrar quando for vender seu serviço;
  • Segmentação – qual será o seu mercado foco (ex. tamanho de empresa, segmento de atuação, especialização do serviço, etc);
  • Facilidade em vender o serviço – quais as ferramentas e formas que você dispõe para prospectar e vender seus serviços.

 

4 – Qual a melhor decisão?

 

 

Entendemos que com essa análise, você tenha mais convicção de qual dos dois caminhos devem ser escolhidos entre Coaching ou Consultoria.

E principalmente, lhe ajudar a evitar os erros.

Quando falamos em análise das variáveis, estamos nos referindo a duas variáveis:

  • 1) Conhecimento do segmento de atuação – experiência no segmento e referências prévias, mesmo que como funcionário
  • 2) Conhecimento de como atuar neste novo segmento – como ser um consultor de sucesso X como ser um coach de sucesso

A partir destas duas análises, a de mercado e de variáveis que controlamos, fica muito mais fácil para se tomar uma decisão.

Lembrando que o Clube da Consultaria foi criado justamente para ajudar aquelas pessoas que querem se tornarem consultores independentes, compartilhando experiências, aprendizados, erros, acertos, ferramentas e muito mais.

Gostou do nosso post?

Comente aqui, compartilhe com os amigos e siga-nos em nossos canais.

Abraços e até a próxima

Aproveite o nosso curso 100% Gratuito, clique no botão abaixo.

Curso Grátis -> Introdução Sobre Como Trabalhar com Consultoria

Posts Relacionados

Deixe uma resposta